A unidade especial do Serviço Nacional de Inteligência da Grécia (EYP) está a investigar uma rede de 'hackers' que estão a chantagear os bancos gregos, incluindo o banco central do país, em troca de Bitcoins.

De acordo com informações divulgadas pela polícia grega, um grupo de 'hackers' sob o nome "Armada Collective" pediu um resgate em Bitcoin a fim de não causar estragos nos sistemas de transações bancárias.

O prazo para receber o resgate termina hoje.

Na quinta-feira, os autores invadiram os sistemas de três bancos e causaram alguns minutos de interrupção nos serviços.

Neste momento estão a ameaçar com novos ataques, a menos que recebam o resgate durante o dia de hoje.

Os funcionários dos bancos em conjunto com a polícia, chefiados pelo Bank of Greece, estão a trabalhar com o intuito de localizar os 'hackers'.

 

Fonte | Tradução por jornalbitcoin.pt

 

Um hacker de nome "Buba" violou com sucesso um Banco com sede em Sharjah, Emirados Árabes Unidos, conseguindo extrair informação confidencial dos clientes, bem como registos de movimentos de contas. 

Nos últimos dias, o hacker divulgou dados confidenciais através das redes sociais após o Banco se ter recusado a ceder à extorsão.

O hacker tem efectuado pressão sobe o Banco para pagar o resgate em Bitcoin sob ameaça de divulgação de informação sensível dos seus clientes. Entre estes  estão entidades governamentais, empresas privadas e indivíduos.

A recusa do Banco em pagar levou já à divulgação de extractos bancários confidenciais via Twitter.

Segundo o GulfNews, uma publicação on-line de destaque no Médio Oriente, a conta do "Buba" no Twitter foi finalmente suspensa em 23 de Novembro, cinco dias após o hacker ter publicado extractos de clientes do banco.

Sem grande surpresa o hacker criou outra conta no dia seguinte onde divulgou extractos de mais 500 clientes do Banco, segundo a mesma publicação.

O diretor financeiro e operacional do Banco admitiu a falha de segurança em declarações à ao GulfNews. Acrescentou ainda que não houve perdas financeiras e que o Banco "não vai ceder a qualquer ameaça de extorsão".

O artigo do GulfNews revelou mais tarde que "Buba" entrou em contacto com o jornalista através de uma mensagem direta no Twitter para afirmar que pretendia 3.000.000.00$ com o resgate, aproximadamente 9225 BTC ao câmbio actual.


Fonte | Tradução jornalbitcoin.pt

 

JornalBitcoin Newsletter

Bitcoin Videos