Banco Central Europeu termina com as notas de 500, com o pretexto de combater o terrorismo

Após um longo período de reflexão  , o Banco Central Europeu decidiu quarta-feira eliminar progressivamente a nota de  500€,  o que segundo o próprio banco representa um esforço para conter financiamento do terrorismo e outras actividades ilegais.

 

O BCE pretende terminar a produção  destas notas  no final de 2018, no entanto as que já se encontram em circulação continuem a ser consideradas moeda legal.

A nota de 500€,  também conhecida como "Bin Laden", é, segundo as autoridades, pouco utilizada  pelo público em geral. Cerca de 60% dos europeus afirmam nunca ter visto  uma, mas tem sido usada para fugir aos impostos, financiar operações terroristas, e outras actividades ilegais.

No entanto a decisão do BCE pode ser vista com outros objectivos alem do combate a actividades ilegais.

 O movimento também pode significar um passo em direcção a uma  economia sem dinheiro, em que um dia as transacções comerciais sejam apenas efectuadas por cartões de crédito, pagamentos digitais e eventualmente bitcoin.

"A eliminação das notas   podem ajudar a moderar a atividade criminosa, mas na realidade as implicações são muito mais amplas", escreveram analistas da Stratfor numa  nota de pesquisa de Fevereiro. "A ideia é apenas mais um  passo  num processo contínuo na Europa, e na verdade no mundo, em direcção a uma economia totalmente sem dinheiro."

Os governos também têm  razões adicionais  para criar uma sociedade sem dinheiro: as transacções digitais tornam  muito mais fácil a  regulação  dos fluxos de capitais  dentro e fora do país, e manter  o controlo de quem tem o quê. Afinal, quem transfere   dinheiro de forma electrónica  pode  facilmente  se rastreado,  por outro lado as notas garantem um elevado nível de privacidade.

Mais sobre implicações de uma sociedade sem dinheiro.

Fonte

Rate this item
(0 votes)
 

JornalBitcoin Newsletter

Bitcoin Videos