Huawei Technologies Co. apoia a Apple na contestação à ordem do governo dos EUA que exige o desbloqueio do iPhone de um terrorista

Huawei Technologies Co. apoia a Apple na contestação  à  ordem do governo dos EUA que exige  o desbloqueio do iPhone de um terrorista, juntando-se assim a outros nomes da indústria no  confronto sobre o equilíbrio entre a aplicação da lei e privacidade do consumidor.


O maior fabricante de smartphones da China junta-se  assim à Google Inc. e outras empresas de tecnologia no apoio a  Tim Cook, que na semana passada prometeu lutar contra uma ordem judicial que  obriga  a empresa a ajudar os investigadores a invadir o telefone usado por um dos atiradores no ataque terrorista na  Califórnia.


A privacidade do consumidor é chave para os fabricantes de smartphones, afirmou à Bloomberg  Richard Yu , CEO  da Huawei,a  Huawei torna-se uma das primeiras grandes empresas de tecnologia da Ásia a falar sobre o debate que tem galvanizado a indústria tecnologica contra  os  esforços do governo para obter acesso a dados em casos criminais.


Cook  advertiu que o cumprimento da ordem abriria um precedente perigoso, ao  comprometer uma característica chave de segurança,  e, eventualmente, permitir que  governos, criminosos ou outras pessoas consigam aceder a dados sensíveis no futuro. O governo dos EUA argumenta que é um pedido "one-time" e  que irá ajudar uma investigação importante.


"A privacidade é a função mais importante para o consumidor. Nós realmente devemos proteger a privacidade e segurança do consumidor ", disse Yu, no Mobile World Congress em Barcelona para desvendar o  primeiro laptop da Huawei. "Pessoalmente, eu apoio, a posição da Apple Tim Cook."

 

Fonte 

Rate this item
(0 votes)
 

JornalBitcoin Newsletter

Bitcoin Videos