A Comissão Europeia, órgão executivo da União Europeia, planeia apertar os padrões de relatórios para as operações cambiais digitais

A Comissão Europeia, órgão  executivo da União Europeia,  planeia apertar  os padrões de relatórios para as operações cambiais digitais,  como parte de um esforço para restringir os canais de financiamento do terrorismo.


A Comissão afirmou que tenciona exigir tanto dos prestadores de serviços de câmbio como de serviços de  carteiras digitais  sediadas na  Europa que  identifiquem os  seus clientes, um movimento que vem crescendo após o debate entre os decisores políticos da UE sobre se as moedas digitais são  utilizadas por grupos terroristas para transferir fundos.


O anúncio vem no seguimento  de um relatório da Europol, que afirma não existirem  provas claras  que liguem  a tecnologia ao  financiamento do terrorismo.


Um aviso publicado hoje define como a Comissão pretende regular as bolsas de bitcoin  e prestadores de serviços de  carteiras digitais:

 

"A Comissão planeia colocar  as  plataformas de câmbio de moedas  virtuais sob o âmbito da Fourth Anti-Money Laundering Directive, a fim de ajudar a identificar os utilizadores  que negoceiam moedas virtuais. Além disso, a Comissão vai avaliar  a possibilidade de aplicar  licenciamento e regras de supervisão da Payment Services Directive (PSD) para plataformas de negociação  de moedas virtuais , assim como  prestadores de serviços de  carteiras digitais . "

Fonte

 

 

Rate this item
(0 votes)
 

JornalBitcoin Newsletter

Bitcoin Videos