Apple: Lei de Vigilância do Reino Unido coloca em risco todos os clientes

A Apple apresentou a sua oposição à "lei de vigilância" que está a ser proposta no Reino Unido, afirmando que ameaças à segurança nacional não justificam o enfraquecimento da  privacidade, e pode colocar em risco os dados de centenas de milhões de utilizadores.

A empresa mais valiosa do mundo lidera a oposição vinda de "Silicon Valley" à lei conhecida como "the Investigatory powers bill", que procura fortalecer as capacidades das agências policiais para investigar potenciais crimes ou ataques terroristas. A lei, caso seja aprovada, irá, entre outras coisas, dar ao governo a capacidade de ver o histórico de navegação Internet dos cidadãos do Reino Unido.

Segundo um documento da Apple apresentado no Reino Unido: "A criação de backdoors e capacidades de intercepção vai diminuir as protecções dos  produtos da Apple e põem em perigo a todos os nossos clientes". Acrescentou ainda que: "Há centenas de produtos que usam criptografia para proteger os dados dos utilizadores, muitos deles de código aberto que estão para além da regulamentação de qualquer  governo (...) A obrigatoriedade de criptografia enfraquecida nos produtos da Apple, vai colocar os cidadãos cumpridores em risco, não os criminosos, hackers e terroristas que continuarão tendo acesso a encriptação".

 

Fonte | Tradução de jornalbitcoin.pt

Rate this item
(0 votes)
 

JornalBitcoin Newsletter

Bitcoin Videos