Japão equaciona regulamentar as bolsas de moedas virtuais na sequência da queda do Mt. Gox

Um grupo de trabalho sob supervisão do Financial System Council elaborou uma proposta para regulamentar as bolsas de moedas virtuais.

O grupo apela para o registo obrigatório dos operadores de trocas de moeda virtual junto da Agência de Serviços Financeiros, com o objectivo de proteger os utilizadores das moedas virtuais.

O grupo de trabalho teve encontros  na quinta-feira antes de elaborar o relatório final que contém  as propostas.

Com base no relatório, a FSA irá preparar um quadro jurídico para regulamentar as moedas virtuais e respectivas bolsas de câmbio durante a sessão ordinária que está programada para 4 de Janeiro.

O projecto propõe condições que as bolsas de moeda virtual deve respeitar, como a manutenção de um certo montante de capital, obrigando-os a gerir os activos dos clientes de forma separada dos seus próprios activos.

Além disso, sugere que os operadores de moedas virtuais devem ser sujeitos a auditorias. Estas auditorias deverão verificar como as bolsas lidam com seus activos e ainda os balanços financeiros.

Enquanto isso, para combater o branqueamento de capitais, o projecto recomenda a obrigatoriedade de confirmar as identidades dos clientes quando abrem contas e apresentar relatórios de negociação suspeita às autoridades. 

 

Fonte | Tradução de jornalbitcoin.pt

Rate this item
(0 votes)
 

JornalBitcoin Newsletter

Bitcoin Videos